Carreira científica no Ciências sem Fronteiras

O Ciências sem Fronteiras 2019 é sua chance de iniciar uma grande carreira científica. Fazer intercâmbio com tudo pago, mais ter a oportunidade de estudar em grandes instituições internacionais, só com o programa Ciências sem Fronteiras 2019. Confira tudo aqui!

Saiba também como realizar a inscrição ENEM 2019 para poder participar do programa.

Ciências sem Fronteiras

Este é um programa do Governo, em conjunto com o Ministério da Educação e o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O principal objetivo do Ciências sem Fronteiras é promover a expansão da ciência e da tecnologia, juntamente com a inovação e competitividade brasileira para conquistar outros países por meio do intercâmbio e mobilidade internacional.

No Ciências sem Fronteiras 2019, alunos de graduação e de pós-graduação, tem a oportunidade de estagiar no exterior, mantendo contato direto com instituições de ensino que contribuam com a tecnologia e a inovação.

Assim como o programa envia estudantes do Brasil para o exterior, o Ciências sem Fronteiras também busca atrair pesquisadores do exterior que queiram se fixar no Brasil ou estabelecer parceria com os pesquisadores brasileiros.

Nova Regras

Para participar na modalidade de Graduação, os requisitos são:

  • Ser brasileiro ou naturalizado;
  • Estar matriculado em instituição de ensino superior no Brasil em um dos cursos relacionados às áreas prioritárias do programa;
  • Ter sido classificado no ENEM, com nota acima de 600 pontos;
  • Possuir bom desempenho acadêmico;
  • Ter concluído no mínimo 20% e no máximo 90% do curso de graduação.

As áreas contempladas por seu curso de Graduação devem ser uma das seguintes:

  • Engenharias e demais áreas tecnológicas;
  • Ciências Exatas e da Terra;
  • Energias Renováveis;
  • Tecnologia Mineral;
  • Formação de Tecnólogos;
  • Biotecnologia;
  • Petróleo, Gás e Carvão mineral;
  • Nanotecnologia e Novos Materiais;
  • Produção Agrícola Sustentável;
  • Tecnologias de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais;
  • Fármacos;
  • Biodiversidade e Bioprospecção;
  • Entre outros.

Para Tecnólogo, os critérios para participar são:

  • Ser brasileiro;
  • Estar matriculado em curso superior de tecnologia nas áreas prioritárias;
  • Ter cursado no mínimo um semestre e estar, no máximo, no penúltimo semestre do curso, na data prevista para a viagem;
  • Falar fluente o idioma do país de destino;
  • Ter bom desempenho acadêmico.
  • O curso superior de tecnologia deve contemplar uma das áreas de:
  • Controle e Processos industriais;
  • Informação e Comunicação;
  • Produção Industrial;

Inscrições

A inscrição para o Ciências sem Fronteiras 2019 deve ser feita online, através da página oficial do programa. Você pode conferir as chamadas abertas a qualquer momento, clicando no link a seguir:

Programa Dinheiro Direto na Escola tem como objetivo melhorar a Educação Básica no Brasil

Conheça tudo sobre o poder e como ele está transformando a educação em nosso país.

O PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola) é um programa do Governo Federal que está em vigor desde o ano de 1995, com o objetivo de melhorar a educação básica no Brasil, seja ela em nível municipal, estadual ou federal e escolas da rede privada mantidas por associações sem fins lucrativos. O programa está vinculado ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Porque o PDDE é importante?

O PDDE é importante pois investe dinheiro diretamente nas escolas, favorecendo investimentos em infraestrutura física e pedagógica, como reformas, compra de material, capacitação de professores, entre outros.

A distribuição dos recursos é feita com base no número de alunos matriculados, colhidos através do censo escolar. O orçamento previsto para ano de 2015 é de 2,9 bilhões de reais. E a participação popular é bastante importante na cobrança de que esses recursos sejam utilizados de forma correta.

Conheça também o programa Quero Bolsa 2019.

 PDDE Interativo

O PDDE Interativo vem para auxiliar as escolas públicas na gestão dos seus recursos. O objetivo é simplificar o processo, já que os gestores não precisam mais realizar formações presenciais, e todo o caminho é feito pela internet. O objetivo é “planejar melhor, para realizar mais”. Hoje, a ferramenta pode ser usada por qualquer escola pública, mesmo que ela não receba recursos do Ministério da Educação.

Dentro do PDDE Interativo, estão disponíveis os sistemas dos programas: PDE Escola, PDE Mais Educação, PDE Ensino Médio Inovador, Educação no Campo, Atleta na Escola e Formação Continuada.

Para que o PDDE Interativo funcione da melhor maneira, é preciso que as escolas identifiquem seus problemas, e com planejamento, saibam quais são as áreas que necessitam de investimento. O sistema está disponível no site: http://pdeinterativo.mec.gov.br/.

Conclusão

Pois é caros leitores, espero que tenha ficado claro, como o governo tem agido nessas questões educacionais. No âmbito privado também temos tido programas interessantes como o Mais estudo ou mesmo o Educa mais Brasil. Com isso nossa educação tem sido cada vez mais, o que contribui para um país mais moderno e civilizado.